Quem é Aleks Palitot?


     Aleksander Allen Nina Palitot nasceu em 27 de setembro de 1978 em Porto Velho capital do Estado de Rondônia. Mora há 32 anos no mesmo bairro o Areal, onde literalmente nasceu. Sua mãe Maria Helena Nina de Oliveira, o teve em parto normal em sua residência, à mesma teve ajuda da parteira muito conhecida na cidade, Dona Filó, mãe do senhor Carol Van Demis ferroviário da Estrada de Ferro Madeira Mamoré. A professora Helena Nina é uma pedagoga que fez história na educação de Rondônia, trabalhou durante 40 anos no ensino, formada pela Universidade Federal do Pará, foi diretora dos colégios Getúlio Vargas, Barão Solimões, Pe. Chiquinho e John Kennedy. 
 Helena Nina em pé a primeira da foto do lado esquerdo - Time de Volei do Carmela Dutra
       Seu Pai Clemenceua Palitot, era formado em Administração de Empresas pela Universidade Federal da Paraíba, trabalhou na construção de Brasília na década de 50, foi suplente de deputado estadual da Paraíba do antigo MDB, veio a Rondônia fugindo das perseguições do Regime Militar. Aqui foi um dos primeiros gráficos do Estado.
Clemenceau Palitot (falecido em 1986) ao lado de Fábio Palitot (irmão falecido em 2012)
Clemenceau Palitot pioneiro gráfico de Rondônia faleceu em  1986
     Chrisóstomo Nina, avô materno de Aleks Palitot, trabalhou como mestre de obras em várias construções históricas de Porto Velho e em Humaitá – AM, sua foto se encontra no livro “Os Desbravadores”  do consagrado escritor Vitor Hugo, no volume dois página 33.
Da esquerda para ditreita o mestre de obra Chrisóstomo Nina e Pe. Pena
Sua Tia Antônia Lúcia Palitot foi engenheira ferroviária da Estrada de Ferro Madeira Mamoré na década de 80, a mesma trabalhou na restauração da ferrovia durante o governo do Cel. Jorge Teixeira, sua foto  está no livro "Nos Rastros dos Pioneiros" na página 47, do historiador Amizael Gomes.

Antônia Lúcia Palitot no Museu da Estrada de Ferro em Porto Velho - 1980
    O Professor Aleks Palitot estudou no ensino fundamental I, fundamental II e Médio no extinto colégio particular Centro Educacional Dr. Grangeiro.
Centro Educacional Dr. Grangeiro em 1988.
 No mesmo colégio foi presidente do Grêmio Estudantil entre 1994-96. Foi também presidente dos Clubes Filatélicos Forte Príncipe e Marechal Rondon. 
Prêmios das Exposições Filatélicas por Rondônia e outros Estados
Quando filatelista participou de várias exposições nacionais, sagrando-se vencedor na BRAPEX em Goiânia em 1997 (Exposição Brasileira de Filatelia) , sendo que em outras oportunidades havia sido campeão em Rondônia, medalha de bronze na NORDEX em João Pessoa e na BRapex em Recife. É formado pela Universidade Federal de Rondônia no curso de história (bacharel e licenciado). Na mesma Universidade foi vice-presidente do Centro Acadêmico de História entre 1998-2000.
Carlla Palitot(irmã), Aleks Palitot e Helena Nina Palitot (mãe)
Foi integrande atuante da Ordem Demolay para o Brasil, maior organização de jovens do mundo com cadeira cativa na ONU. Como Demolay foi presidente (Mestre-Conselheiro) em duas oportunidades(1997, 1998) do Capítulo Jorge Teixeira da Ordem Demolay em Porto Velho, posteriormente foi Secretário Estadual da Ordem Demolay para Rondônia, com uma boa atuação levando a ser eleito Presidente Estadual em 1999 (Mestre-Conselheiro Estadual-RO).




Na sua gestão foi responsável pelo 1° Censo Demolay-RO, fundação de mais 4 Capítulos Demolays no Estado, fundou o Convento Cavaleiros do Real Forte Príncipe da Beira e trouxe o grau Ébano. Foi considerado na função o melhor do Brasil recebendo a comenda no Rio de Janeiro em 2000 das mãos do fundador da Ordem Demolay no Brasil Alberto Mansur.

Fez especializações em Metodologia do Ensino Superior pela FARO, em educação pela FGV e em História Contemporânea pela Universidade Complutense de Madri-Espanha. Possui MBA em Gestão em Administração Pública na PORTO pela Fundação Getúlio Vargas.



Têm Mestrado em História Contemporânea Universidade Complutense de Madri e Mestrando em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente pela UNIR. Foi professor na Escola Municipal Padre Chiquinho, no Colégio Interação e Colégio Dom Bosco. Também trabalhou como professor de História de Rondônia e Brasil no GIGA cursos e vestibulares. Foi professor no curso de Pós-Graduação na Faculdade de Pimenta Bueno - FAP. Trabalha como professor desde 1998, atualmente é professor de história no Colégio Objetivo de Porto Velho, na Faculdade Porto Velho – FGV. Também têm formação técnica em Guia de Turismo pela Fundação Curso 24 horas. Está devidamente credenciado pelo Ministério do Turismo. Além de ser considerado amigo do turismo pelo Governo do Estado de Rondônia através da Superintendência do Turismo, agraciado com um diploma em 2014.



Apresenta um programa televisivo denominado “Trilhando a História” em rede estadual pela Rede Record e Record News na TV Candelária SIC. Também foi comentarista na Rádio CBN Rondônia com o quadro denominado História e Cultura de Rondônia. Que nas tardes de terça-feira debatia em conjunto com a consagrada radialista Alisângela Lima, a falta de preservação do patrimônio histórico de Rondônia. Também discutiam sobre a história de Rondônia, além de resgatar a identidade do homem da floresta dando destaque aos valores da Amazônia.



Já foi também apresentador no SBT na TV Allamanda, na Rede TV Rondônia e na TV Esporte Interativo.
No Colégio Objetivo é coordenador da Expedições Pedagógicas Interdisciplinares (Biologia, geografia e História). Já foi responsável por 14 edições da Expedição Guaporé Objetivo para o município de Costa Marques onde existe um dos maiores Fortes Portugueses construídos no Brasil. Além das demais Expedições tais como:

12 edições da Expedição Madeira Mamoré Objetivo para Guajará-Mirim e Bolívia, 8 edições da Expedição Vila Bela Objetivo no Estado Mato Grosso, duas edições da Expedição Macchu Picchu Objetivo no país Peru, uma edição da Expedição Rondônia de percorreu de Vilhena até Guajará-Mirim, uma edição da Expedição 366 km de História seguindo todo o percurso da Estrada de Ferro madeira-Mamoré, um edição da Expedição Caminho das Águas de Porto Velho de barco até Manaus no Amazonas e Expedição Memória de Ferro da Faculdade FAP de Cacoal.
            

Em 13 de junho de 2013 Aleksander Palitot recebeu em sessão solene na Câmara de Vereadores de Porto Velho, pela Academida de Letras de Rondônia, a Medalha e certificado de Mérito Acadêmico pelos trabalhos realizados em prol da preservação da história e cultura de Rondônia.


Capa de abertura da matéria. Aleks Palitot em cima da máquina 50 - 2014



Capa da Revista em 2014


Entrevista de Aleks Palitot para National

Em 2014 Aleks Palitot concluiu o curso técnico de Guia de Turismo, e também participou ativamente da produção de material jornalistico para a Revista Internacional National Geographic, prestando consultoria histórica para abordagem da construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré e as enchentes do Rio Madeira. Foram 18 páginas publicadas em outubro de 2014. O material teve a produção dos jornalistas Caio Barreto e Felipe Fittipaldi.


Cerimônia de entrega da Comenda Marechal Rondon
Em 2015 trabalhou na organização e como curador da Exposição "Fios de Rondônia" instalada no Porto Velho Shopping em homenagem aos 150 anos do nascimento de Marechal Rondon patrono do Estado. A Exposição foi escolhida a segunda melhor intervenção do Brasil pela ABRACE. 
Recebeu em novembro de 2015 a maior comenda do Estado de Rondônia, Comenda Marechal Rondon no grau de Cavaleiro. O evento foi no Teatro Guaporé com a presença do Governador de Rondônia Confúcio Moura e ex governadores, além de autoridades do Estado.
A partir de setembro de 2015 passou a liderar um Grupo de Trabalho pelo Patrimônio Histórico de Rondônia. O presente grupo terá como missão a elaboração de projeto para UNESCO, como o objetivo de promover o reconhecimento de três patrimônios de Rondônia com o grau de importância para a humanidade. Os mesmos são: Festa do Divino Espírito Santo, Estrada de Ferro Madeira-Mamoré e Real Forte Príncipe da Beira.
Em 12 de agosto de 2016 lançou o seu primeiro livro: Rondônia uma história. O mesmo conta de forma didática a história do Estado a partir dos seus ciclos na Amazônia, resultado de anos de pequisa do autor, que promete lançar em 2017 um livro infantil de história de Rondônia, além de outros dois livros em 2019; Amazônia uma história e Porto Velho uma história.





Em 2016 foi pela primeira candidato a vereador no município de Porto Velho, e sagrou-se vencedor nas eleições como o vereador mais votado com 4.039 votos. Sendo assim, o terceiro vereador mais votado da história de Porto Velho. Sua campanha contou com o apoio do segmento estudantil, professores, Ordem DeMolay e Historiadores. Foi uma campanha com pouco investimento financeiro e contando com a ajuda de voluntários que acreditaram no projeto " Trilhando uma Nova História".
Concluiu seu segundo Mestrado em 23 de dezembro de 2016. O mesmo em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente pela UNIR. 
Dr Dante Ribeiro da Fonseca, Dr Fábio Robson Casara e Antônio Claudio Rabello membros da Banca.

A presente dissertação teve como objeto de investigação as possibilidades do Turismo como fator para o desenvolvimento local - sustentável e inclusivo - do município de Guajará-Mirim. Em muitas localidades o turismo representa a principal alternativa econômica. No município de Guajará-Mirim essa alternativa não é explorada de forma a transformar a atividade em fator de desenvolvimento local. Analisando as políticas de turismo na localidade constatamos a falta de investimentos na manutenção dos equipamentos com potenciais para o Turismo, o distanciamento entre a cultura e história local para o fomento da atividade. Considerando, ainda, que os planos de desenvolvimento têm produzido resultados insatisfatórios, a presente pesquisa analisou as possibilidades do Turismo em várias de suas modalidades: religiosa, histórica, ambientai e cultural, enquanto alternativas para o desenvolvimento no Município de GuajaráMirim. Para isso, buscou exemplos em experiências bem-sucedidas e municípios que elegeram essas alternativas como diretrizes para a melhoria da qualidade de vida de seus munícipes incorporando sua história, sua identidade e suas práticas culturais na promoção e no investimento de políticas públicas de Turismo.


Diplomas e certificados de Aleksander Allen Nina Palitot.